Bichos

18 JUNHO'21

Marcada pela intemporalidade, BICHOS, a Arca de Noé torguiana, é oferecida ao público em representação teatral - como um privilégio -, e a encenação de apenas dois dos catorze contos que constituem a coletânea, não minimiza o conhecimento profundo e integral da obra. Em todos os textos, deparamo-nos com o esplendor do mistério e da simbiose da vida entre Bichos e Homens, irmãos desiguais da criação divina.

De facto, Miguel Torga escreve aqui a essência selvagem da condição humana: o Homem é apenas um bicho natural, igual aos outros bichos, feito de nervos, órgãos, ossos e músculos, capaz de sobreviver com sangue, suor e lágrimas, no agreste mundo natural.

 

Ficha Técnica

Encenação e Dramaturgia: José Caldas

Interpretação: Ana Lídia Pereira, Eduardo

Faria, Joana Luna, Paulo Lemos e Sara Maia

Criação e Interpretação Musical (ao vivo): Paulo Lemos

Cenografia: José Caldas

Figurinos: Joana Soares e José Caldas

Apoio Coreográfico: António Carvalho

Construção Adereços: Artur Rangel (Quinta Parede)

Desenho de Luz: José Caldas e José Raposo

Confeção Figurinos: Adélia Agra

Confeção Adereços: Sameiro Fernandes

Produção Executiva: Joana de Sousa

Fotografia: José Carlos Marques

COMPRAR BILHETE